Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Travel is always a good idea

Travel is always a good idea

Oranienburg - Visita ao Sachsenhausen Concentration Camp Memorial - Parte 2

O dia-a-dia dos prisioneiros era passado a trabalhar, inicialmente na construção do próprio campo de concentração e mais tarde, na construção de estradas, rede ferroviária e outras infraestruturas na cidade de Oranienburg. O resto do dia dos prisioneiros era ainda pior com punições e abusos por parte dos guardas, especialmente os prisioneiros que eram judeus. Após o Röhm-Putsch ( em português, a Noite das Facas Longas ) em junho de 1934 o estado nazi perdeu poder e o campo de concentração começou a ser esvaziado e fechou. Os prisioneiros foram enviados para outros campos de concentração e Oranienburg ficou guardado como campo reservado para ser usado mais tarde caso fosse necessário. Cerca de três mil pessoas encontravam-se dentro do campo de concentração quando foi fechado em 1934 e pelo menos dezasseis prisioneiros foram mortos pelos guardas.

 

8.JPG

 

campo de concentração de Sachsenhausen foi construído durante o verão de 1936 por prisioneiros de outros campos de concentração. Este foi o primeiro campo a ser construido após Heinrich Himmler tomar o poder dos Serviços Secretos em Julho de 1936. O novo campo de concentração foi designado e planeado para ser um campo ideal, com intuito de expressar ao mundo a visão do poder da política nazi. Estimativas indicam que entre 1936 e 1945, mais de duzentas mil pessoas estiveram presas em Sachsenhausen. Os primeiros prisioneiros eram presos políticos oponentes ao regime nazi e depois começaram a chegar todos os que seriam na visão de Hitler, racialmente ou biologicamente inferiores.

 

9.JPG

 

Para Himmler, em 1937, o campo de concentração de Sachsenhausen era o protótipo de um campo de concentração moderno, ideal e de fácil expansão. Este campo de concentração ocuparia o espaço do primeiro campo de concentração em Oranienburg, daí a confusão que se sente ao pesquisar pelo assunto. Mas os planos para Sachsenhausen eram bem maiores em relação ao que já tinham feito antes, toda a estrutura do campo de concentração era em forma de triângulo equilátero com todos os edifícios agrupados simetricamente e com uma rotação que culminava na Torre A, onde se encontrava a administração dos SS. Dali podia-se alcançar toda a zona do campo num eixo semicircular, ou seja, para qualquer agente dos SS que estivesse no topo da Torre A poderia ver os prisioneiros em qualquer zona do campo.

 

10.JPG

( Memorial )

 

A partir da primavera de 1938, os prisioneiros tinham de usar um triângulo colorido nas suas roupas. A cor do triângulo identificava prisioneiros políticos, homossexuais, judeus e outras minorias. A categoria do prisioneiro era definida pelas teorias do estado nazi e por racismo puro. Eram os oficiais dos SS que decidiam arbitáriamente a que grupo o prisioneiro pertencia e a forma diferencial como seriam tratados pelos SS, a categoria onde eram colocados poderia ser a diferença entre vida e a morte.

 

11.JPG

( Uniformes dos prisioneiros )

 

Das mais de duzentas mil pessoas que foram confinadas ao campo de concentração em Sachsenhausen, a maioria eram políticos oponente ao regime nazi, mas a partir de 1938 começaram a ser deportados judeus, Sinti ( ciganos ), homossexuais, criminosos profissionais e tantos outros grupos minoritários. No inicio de 1939, milhares de pessoas de outros países além da Alemanha ocupavam o campo e trabalhavam naquele campo. Estima-se que nos inícios de 1944 mais de 90% dos prisioneiros eram de outros países, sendo que a maioria era da Polónia e da União Soviética. Com o excesso de prisioneiros no campo de concentração o regime nazi começou a enviar todos os judeus do campo para Auschwitz em Outubro de 1942, onde o fim não seria melhor do que o que estaria a ser ali.

 

12.JPG

( Zona das casa de banho )

 

Um facto muito interessante de visitar certos monumentos, memoriais ou museus é que por norma os guias vão ao mais básico dos básicos. O Torben nesse aspeto foi espetacular como guia. Foi ele que alertou para o facto de estarmos num campo de concentração e a diferença em relação aos campos de extermínio. Portanto, os campos de concentração foram todos construidos com intuito de obrigar os prisioneiros a trabalhar, sob vigilância da policia nazi, eram forçados a trabalhar durante o dia e noite, testando materiais para as botas dos soldados, construindo estradas e outros edifícios para o regime nazi e tantos outros exemplos. Os campos de extermínio foram construidos única e exclusivamente para matar.

 

13.JPG

 

vida no campo de concentração era muito dura, principalmente pela fome que sofriam e frio que se fazia sentir. A falta de higiene, casas de banho e má alimentação ajudaram a propagar doenças e a criar pandemias. A maioria das barracas estavam sobre-lotadas de prisioneiros que eram obrigados a dormir em camas de madeira, enfiados em sacos ou nas poucas mantas que existiam. Todos os  objetos pessoais, livros e materiais de escrita foram banidos do campo de concentração. Mais de doze mil prisioneiros morreu de doenças, fome e noutras condições. No inverno de 1945 quando a comida servida aos prisioneiros sofreu uma redução para metade, muitos dos prisioneiros não aguentaram e sucumbiram, para lidar com este problema os guardas do campo criaram valas nas redondezas onde colocaram todos os cadáveres.  

 

14.JPG

 ( Desenhos na zona dos chuveiros )

 

14a.JPG

 

14b.JPG

 

Boa viagem !

 

Booking.com

 

LINKS: PARTE 1PARTE 3

 

Sou o Ricardo Costa

27 anos

Optometrista em Full-time

Viajante em Part-time

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Reservar hotel ?

Booking.com Booking.com

Por onde andei ?

ALEMANHA







FRANÇA



INGLATERRA



ITÁLIA









PORTUGAL



VATICANO



SUIÇA




RUBRICAS



Comentários recentes

  • Ricardo Costa

    Também fiquei com essa ideia da cidade, meio cinze...

  • RP

    Estive em Berlim o ano passado. Achei uma cidade u...

  • Ricardo Costa

    Vais adorar Roma! É uma cidade lindíssima, cheia d...

  • NNC

    Vou dentro de dias! Com o teu post fiquei ainda ma...

  • Ricardo Costa

    Olá Joana, Berlim é uma cidade fantástica, vais go...

Follow me on Instagram

Mais sobre mim

foto do autor