Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Travel is always a good idea

Travel is always a good idea

Berlim - O que ver em 5 dias

Berlim! A cidade da história manchada por um Holocausto que marcará para sempre a cidade e a vida dos alemães, mas que vibra a cada esquina pela exuberância da sua arte, pela posse de museus com uma qualidade inquestionável e por uma agitação normal de uma metrópole que é também a capital da Alemanha. 

 

Booking.com

 

Não esperava ter gostado tanto da cidade como gostei, a minha viagem em Março de 2016 nunca a esquecerei porque Berlim ninguém esquece. Para os amantes dos museus, há museus em todas as zonas do centro, há cerveja e muita para quem gosta de passear e aproveitar o dia e noite para a diversão, é uma cidade com muitos jardins e monumentos ao ar livre, com uma linha de metro eficiente, mas tem um custo alto, se vai com um orçamento apertado é preciso saber onde quer e pode gastar. Mas qualquer que seja a sua forma de viajar, vá e divirta-se :) 

 

3 - berlim.JPG

 

O que esperar ? 

 

Não se pode esperar que o clima seja muito agradável em Berlim, especialmente entre Novembro e Março altura em que faz mesmo muito frio e neva. Portanto se for visitar a cidade nessa altura protega-se com bons casacos, gorro e luvas. Tive a sorte de não chover durante os dias que andei pela cidade mas a probabilidade é elevada e a meteorologia costuma ser exata, se dizem que vai chover as 15h durante 30 minutos, é provável mesmo que chova durante esse período. 

 

A comida alemã para quem vem dum país que serve e gosta de servir bem é uma desilusão, poucos são os pratos gastronómicos que valem a pena, mas sempre se consegue encontrar várias steak houses em diferentes zonas ou locais para tomar um pequeno almoço decente. Mas repito, se gosta deste lado das suas viagens, há locais na Europa bem melhores, como por exemplo a Itália. 

 

Quanto ao número de dias certo para visitar a cidade de Berlim, eu recomendo três, a menos que queira fazer uma viagem a correr e sem tempo para apreciar todas as exposições dos melhores museus e memoriais, três dias é o ideal, e claro se puder ficar mais, porque não? 

 

Existem dois aeroportos em Berlim, o Tegel e o Schoenefeld. O primeiro para companhias principais como a Lufthansa, TAP, Air France e a KLM e o aeroporto de Schoenefeld para companhias low cost. Como foi uma viagem que fizemos com poupança nos voos fomos para o segundo aeroporto, que é acessível facilmente de comboio, de forma segura e económica. 

 

 

Pode ler toda a informação que escrevi sobre Berlim nos dias um, dois, trêsquatro e cinco.

 

2 - berlim.JPG

 

O que ver por Berlim ?

 

Monumentos:

 

Catedral de Berlim ( Preço: 7€ para adultos, 5€ para estudantes; Horário: segunda a sábado (9h – 19h), domingo (12h – 19h) no inverno. No verão fecha às 20h; Estações de metro próximas: Klosterstraße ), Portão de Brandenburgo ( Preço: gratuito; Horário: aberto 24h; Estações de metro próximas: Brandenburger Tor, Französische Str, Mohrenstr ), Reichtag ( Preço: entrada gratuita mas sob pré-reserva no site oficial; Horário: todos os dias entre as 8h e as 24h ( última entrada às 21h45 ); Estações de metro próximas: Bundestag ), Igreja de Santa Maria ( Preço: gratuito; Horário: 10h às 16h ( janeiro a março) e 10h às 18h (abril a dezembro); Estação de metro próxima: Alexander Plat ), 

 

Memoriais:

 

Memorial do Muro de Berlim / Gedenkstatte Berlin Mauer ( Preço: gratuito; Horário: 8h às 22h; Estações de metro próximas: Nordbahnhof ); Memorial to the Sinti and Roma Victims of National Socialism ( Preço: gratuito; Horário: 24h por dia; Estações de metro próximas: Brandenburg Tor ); Memorial do Holocausto / Memorial to the Murdered Jews of Europe ( Preço: gratuito; Horário: 10h às 19h, fechado às segunda-feiras; Estações de metro próximas: Potsdamer Platz, Brandenburg Tor, Mohrenstraße ); Nova Casa da Guarda / Neue Wache / ( Preço: gratuito; Horário: 10h às 18h; Estações de metro próximas: Französische Straße, Friedrichstraße ); East Side Gallery ( Preço: gratuito; Horário: 24h por dia; Estações de metro próximas: Warschauer Straße, Ostbahnhof );

 

Museus:

 

Museu do Muro de Berlim / Museum Haus am Checkpoint Charlie ( Preço: 14,50 € para adultos, 9,50€ para estudantes, 6€ para crianças até 6 anos e o custo do audioguia são 5€; Horário: todos os dias entre as 9h e as 22h; Estações de metro próximas: Kochstraße, Stadtmitte ); Museu Novo / Neues Museum ( Preço: 10€ preço isolado, 18€ para todos os museus da ilha dos museus; Horário: Todos os dias das 10h às 18h, Quinta-feira fecha às 20h; Estação de metro próxima: Friedrichstraße ); Museu de Pérgamo / Pergamonmuseum ( Preço: 10€ preço isolado, 18€ para todos os museus da ilha dos museus; Horário: Todos os dias das 10h às 18h, Quinta-feira fecha às 20h; Estação de metro próxima: Friedrichstraße ); Museu Antigo / Altes Museum ( Preço: 10€ preço isolado, 18€ para todos os museus da ilha dos museus; Horário: Todos os dias das 10h às 18h, Quinta-feira fecha às 20h; Estação de metro próxima: Friedrichstraße ); Galeria Nacional Antiga / Alte Nationalgalerie ( Preço: 12€ preço isolado, 18€ para todos os museus da ilha dos museus; Horário: Todos os dias das 10h às 18h, Quinta-feira fecha às 20h; Estação de metro próxima: Friedrichstraße ); Topografia do Terror / Topographie des Terrors ( Preço: gratuito; Horário: 10h às 20h; Estações de metro próximas: Potsdamer Platz, Kochstraße ); Magicum, Berlin Magic Museum ( Preço: 9,50€ para adulto, 7,50€ preço reduzido e gratuito para crianças até 6 anos; Horário: todos os dias das 10h às 20h; Estações de metro próximas: Hackescher market ); The Berlin Wall ( Preço: 10€ para adultos, 8€ preço reduzido e 4€ para crianças; Horário: 10h às 18h; Estações de metro próximas: Kochstraße, Stadtmitte ); Deutsches Historisches Museum ( Preço: 8€ para adultos, 4€ tarifa reduzida e gratuito até 18 anos; Horário: 10h às 18h; Estações de metro próximas: Hackescher Markt, Friedrichstraße); Museu Judaico / Jüdisches Museum Berlin ( Preço: 8€ para adultos, 3€ tarifa reduzida; Horário: 10h às 18h; Estações de metro próximas: Hallesches Tor, Kochstraße); Museu Alemão de Tecnologia / Deutsches Technikmuseum ( Preço: 8€ para adultos, 4€ tarifa reduzida; Horário: terça-feira à sexta-feira entre as 9h e as 17h30 e sábado e domingo entre as 10h e as 18h. Fecha à segunda-feira; Estações de metro próximas: Möckernbrücke, Gleisdreieck ); Museum für Naturkunde / Natural History Museum ( Preço: 8€ ; Horário: terça-feira a sexta-feira entre as 9h30 e as 18h e sábados e domingo entre as 10h e as 18h. Fecha à segunda-feira. Estações de metro próximas: Hauptbahnhof, Nordbahnhof );

 

Atrações: 

 

Torre de TV ( Preço: 13€ para adultos, 8,50€ para crianças, gratuito para crianças até aos 4 anos; Horário: Aberto todos os dias, de novembro a fevereiro entre as 10h e as 24h e de março a outubro entre as 9h e as 24h; Estações de metro próximas: Alexanderplatz ), Alexanderplatz ( Preço: gratuito; Horário: aberto 24h por dia), Relógio Weltzeituhr ( Preço: gratuito; Horário: aberto 24h por dia; Estações de metro próximas: Alexanderplatz), Avenida Unter den Linden ( Preço: gratuito; Horário: aberto 24h por dia); 

 

Parques e Jardins:

 

Parque Wasserkaskaden (Gratuito, aberto 24h), Jardim Ober Tiergarden Berlin (Gratuito, aberto 24h);

 

 

SUGESTÃO DE ROTEIRO 1:

RELÓGIO WELTZEITUHR - ALEXANDERPLATZ - TV TOWER - IGREJA SANTA MARIA - PARQUE WASSERKASKADEN - PARQUE LUSTWIESE - CATEDRAL DE BERLIM - NEUE WACHE - AVENIDA UNTER DEN LINDEN

 

 

 

SUGESTÃO DE ROTEIRO 2: 

 JARDIM TIERGARDEN - REICHTAG - MEMORIAL TO THE SINTI AND ROMA VICTIMS - PORTÃO DE BRANDENBURGO - MEMORIAL DO HOLOCAUSTO - TOPOGRAFIA DO TERROR - THE BERLIN WALL - CHECKPOINT CHARLIE - EAST SIDE GALLERY

 

 

 

SUGESTÃO DE ROTEIRO 3: 

 MEMORIAL DO MURO DE BERLIM - MUSEU MAGICUM - MUSEU ANTIGO - MUSEU NOVO - GALERIA NACIONAL ANTIGA - MUSEU DO PÉRGAMO - MUSEU HISTÓRICO ALEMÃO

 

 

  

Auf Wiedersehen Berlim !

 

Berlim - Do Altes Museum ao Neues Museum

Quando pesquiso sobre uma cidade, umas das primeiras coisas que faço é pesquisar quais os museus que vou querer visitar e quais os mais importantes. Em Berlim essa tarefa foi fácil, a Ilha dos Museus identifica bem quais os cinco museus que a cidade dá mais realçe e de facto é uma correria que leva qualquer um à exaustão. O meu conselho e o melhor que pode fazer dada a localização central na cidade é distribuir os diversos museus e os que mais gostar pelos dias que estiver em Berlim. Não se tornará massivo estar um dia inteiro enfiado em museus, mas se o tempo não estiver bom é o melhor a fazer. E não faltará exposições para se entreter. Boa viagem ao passado !

 

altes  (1).JPG

 

O Museu Antigo / Altes Museum contruído em 1830 a mando do Karl Schinkel é um dos mais importantes edificios da era Neoclássica. E percebe-se isso à entrada quando vemos dezoito colunas em forma ornamental na frente do museu. O átrio magistral e a escadaria convidam a entrar e a conhecer uma coleção fantástica. No pórtico da entrada é possivel ler "Friedrich Wilhelm III dedicou o museu ao estudo das antiguidades e de todas as artes, 1828". E assim é até aos dias de hoje, atualmente o museu apresenta parte da exposição da Coleção de Antiguidades Clássicas e uma impressionante amostra da Coleção Numismática.

 

altes (2).JPG

 

A Coleção de Antiguidades Clássicas é conhecida pela sua expansão com mais de 350 anos e atualmente não é apresentada apenas no Museu Antigo mas também no Museu Novo apresentando a todos os visitantes arquelogia de Roma e do Chipre e com o coração da exposição no Museu de Pérgamo, sendo este o principal motivo pela qual o Museu Antigo é dedicado a antiguidades clássicas. Após uma restruturação das exposições em 2011, o piso principal apresenta um impressionante panorama da arte grega desde os primeiros centenários antes de cristo, com esculturas, vasos, objetos do quotidianos e joalharia. E a coleção é espetacular ! E com tanto para ver. 

 

altes (3).JPG

 

Após atravessar esta zona do museu podemos ver uma amostra da Coleção Numismática e embora o Museu do Bode seja o grande expositor destas coleções o Museu Antigo tem uma amostra de moedas impressionante. Pode ser visto coleções desde as primeiras moedas do século sete AC até às moedas do império romano. Mais de 1300 moedas são apresentadas ao público e bem enquadradas no museu. E eu pensar que me ia safar de ver moedas, uma vez que tinha excluído o Museu do Bode das minhas visitas a museus em Berlim, acabei mesmo por ver moedas. Mas e porque o museu é grande rapidamente fomos até à zona final do museu onde se encontra mais arqueologia romana e finalmente encontrámos os famosos retratos de César e da Cleópatra. 

 

altes (4).JPG

 

INFORMAÇÕES ÚTEIS SOBRE OS DOIS MUSEUS:

Preço: 10€ se for a cada museu em separado, 18€ para o bilhete de todos os museus da Ilha dos Museus. 

Horário: terça a domingo (10h – 18h), quinta-feira (10h - 20h). Fechado à segunda-feira. 

Estações de metro próximas: Friedrichstraße

 

neues  (1).JPG

 

A abertura do Museu Novo / Neues Museum marca um ponto de viragem na arte, design e tecnologia do século XIX, desenhado pelo Friedrich Stuler e construído entre 1843 e 1855, sofreu vários ataques durante a Segunda Guerra Mundial e só durante a década de 1980 foram tomadas medidas para proteger a estrutura do museu. Em 2003 todo o museu sofreu uma remodelação tendo todos os interiores e fachadas sido preservados, as marcas da guerra não foram disfarçadas mas incorporadas na própria restauração. No fundo essa remodelação é visível para os visitantes mas com o extra de todas salas estarem limpas e modernizadas.

 

neues  (2).JPG

 

neues  (2a).JPG

 

O museu reabre novamente em 2009 e as suas duas coleções tornaram-se permanentes dada a sua importância, podemos ver então no Museu Novo: o Museu de Arte Egípcia e Papiros e ainda o Museu da Pré-história e alguns objetos da Coleção de Antiguidades Clássicas. Todas estas exposições pretendem com a sua diversidade traçar o desenvolvimento desde as culturas pré-históricas até aos dias de hoje. 

 

neues  (3).JPG

 

O Museu de Arte Egípcia e Papiros apresenta uma extensa galeria que revela o desenvolvimento e mudanças que ocorreram ao longo dos milénios na cultura egípcia. A exposição começa com a história da coleção deste museu, expondo quadros de vários reis, realçando todo o passado alemão e ilustrando a forma como a escultura evoluiu e progrediu como expressão artística. Nesta exposição podemos ver desde túmulos e as suas inscrições a esculturas de várias partes do globo, incluindo o famoso busto da deusa Nefertiti. O tour termina numa livraria de antiquidades onde são guardados papiros com textos e rascunhos com milhares de anos. 

 

neues  (4).JPG

 

O Museu da Pré-História apresenta um expólio arqueológico de descobertas de toda a Europa e zonas da Ásia, que nos leva a conhecer a história dessas regiões desde a Pré-história até à Idade média. E ainda se pode ver mais artefactos da mesmo coleção do Museu de Pérgamo, da Coleção das Antiguidades Clássicas. Tudo começa com algumas pinturas de cenas mitológicas, seguem-se várias peças e artefactos de Tróia e das redondezas, depois passamos por uma zona com várias arqueologia romana, artefactos da cultura cristã ao longo dos séculos e muitos outros objectos que nos levam à época Neandertal, Idade do Bronze e culturas pré romanas. Por fim a zona do museu que gostei mais: o museu deixou os mesmos gabinetes onde guarda algumas obras de arte e artefactos que expõe desde que abriu, à cerca de 150 anos. 

 

neues  (4).JPG

 

Boa visita !

  

Booking.com

 

Entre na Rubrica: Museus e outros... e continue a sua viagem :) 

 

Berlim - Dia 5, auf wiedersehen !

Como foi habitual na nossa estadia em Berlim, os nossos dias começaram junto à Torre de TV ( Berliner Fernsehturm ) que é uma torre de radio no centro de Berlim. É atualmente a construção mais alta da Alemanha e pode ser vista em qualquer ponto da cidade, um verdadeiro ícone de Berlim. A torre foi construída entre 1965 e 1969 pela GDR e tem 368 metros de altura e é a quarta maior torre da Europa. A construção esférica que se vê alberga um restaurante giratório e o observatório para os visitantes apreciarem uma vista panorâmica sobre a cidade, a subida é feita num elevador que demoram apenas quarenta segundos a fazer o percurso. O meu truque para visitar torres como esta é procurar subir antes do horário do por do sol, subir uma hora antes e observar a cidade de dia e já de noite com todas as iluminações. Vale a pena.

 

torre (1).JPG

( TV Tower )

 

Informações úteis sobre a visita à Torre de TV:

Preço: 13€ para adultos, 8,50€ para crianças, gratuito para crianças até aos 4 anos.

Horário: Aberto todos os dias, de novembro a fevereiro entre as 10h e as 24h e de março a outubro entre as 9h e as 24h.

Estações de metro próximas: Alexanderplatz

Site: https://tv-turm.de/en/homepage/ 

 

torre (2).JPG

( Torre de TV )

 

Falando um bocadinho sobre a comida alemã, não foi difícil encontrar bons locais para jantar e almoçar. Mesmo debaixo da Torre de TV está o MIO Restaurant que de tão bom, acabámos por repetir várias vezes. Inclusive foi lá que provei a primeira vez o famoso Currywurst, que é um prato de fast-food tradicional originário da época seguinte à segunda guerra mundial em 1949 e o prato é simples trata-se de salsicha de porco grelhada com ketchup e pó curry, é por isso bastante intenso e picante. Além disso é possível encontrar um pouco por toda a cidade vários vendedores de rua a vender este tipo de currywurst ou salsichas simples.

 

comida.JPG

( Currywurst )

 

A minha subida à Torre de TV foi algo de espetacular e vale a pena cada cêntimo. Tudo começa com uma subida num elevador vertiginosa onde até os ouvidos cedem à pressão atmosférica e num instante estamos no topo e centro da Alemanha. Do cimo da Torre avistam-se de forma fácil a Avenida Unter den Linden e o Portão de Brandenburgo e para os mais distraídos ao longo de toda a plataforma giratória há uma zona informativa em várias línguas que mostra a localização de todos os pontos históricos e importantes da cidade de Berlim e ainda informações sobre os mesmos, assim como informações históricas por períodos históricos. No observatório há vários binóculos e ainda vários bancos para poder se sentar a apreciar a vista magnifica.

 

vista da tv tower (1).JPG

 

vista da tv tower (2).JPG

 

E para terminar a nossa ronda nos museus da Ilha dos Museus visitámos o Museu Antigo ( Altes Museum ) onde está uma grande coleção de antiguidades clássicas gregas, romanas e etrusca. Todo o museu está repleto de artefactos históricos e muita informação sobre os mesmos, por isso se é amante de História ou simplesmente quer saber e gosta de saber mais sobre este assunto este museu é um oásis.

 

Para ler mais sobre este museu, clique aqui.

 

altes museum.JPG

( Altes Museum ) 

 

História: 1980-1999, Re-unificação

Como o passar dos anos, durante a década de 1980 ficou claro para a economia da GDR que seria difícil continuar a acompanhar a evolução da economia global. A União Soviética começou a perder a força e várias zonas do muro começaram a ser abertas após grandes protestos de vários grupos, demonstrando  interesse numa sociedade pacifica, terminando com a abertura e destruição do muro em 1989. Em 1990 toda a zona de Berlim se reunificou e voltou a ser proclamada capital da Alemanha.

 

east side gallery (3).JPG

 

Viajar é sempre um prazer e o simples facto de estar longe de casa numa cidade diferente é meio caminho andado para a nossa rotina mudar e colecionar aventuras. Berlim é uma cidade repleta de surpresas, uma verdadeira área metropolitana. Quando andávamos pela cidade entrámos no metro e encontrámos uma linha, talvez a linha de metro mais pequena do mundo a U55 tem só três estações e junta a estação central de Berlim à estação de Brandenburger Tor. O facto mais engraçado foi que nos enganámos no sentido e esperámos na estação do meio que o comboio alternasse de caminho, quando reparámos numa senhora que passa o dia a entrar na cabine dum sentido, chega ao fim de três estações sai da cabine percorre o caminho ao lado do metro entra na cabine com direção contrária e siga caminho. Claro que nos fartámos de rir com a situação. Há trabalhos do além !

 

metro pequeno.JPG

( U-bahn - U55 )

 

Não poderia deixar de terminar as minhas histórias da viagem a Berlim sem falar em cerveja. É certo e comprovado, os alemães bebem muita, mas muita, cerveja. E sempre em quantidades enormes ! De Hamburgo a Berlim os nossos almoços e jantares foram sempre bem regados com quantidades como a da fotografia abaixo. E até faz sentido, o tempo que se perde a beber um ou dois copos, pede-se logo uma caneca. Como não sou especialista em cervejas cinjo-me em perguntar sempre qual a cerveja especial na zona e é aproveitar. Se pensarmos bem e com o frio que estava em Berlim, a cerveja até é um bom combustível para alimentar a nossa força de sair a rua com quase graus negativos. Mas o que interessa é aproveitar, goste-se ou nao de cerveja.

 

cerveja.JPG

 

A nossa aventura por terras da chanceler Merkel terminou da melhor forma, sem grandes percalços além do frio e com sentimento de missão cumprida. Do centro de Berlim fomos de comboio até ao aeroporto principal onde apanhámos o nosso voo até Lisboa. Existem muitas cidades espectaculares na Europa e no mundo, mas Berlim é mesmo uma cidade a não perder. 

 

muro.JPG

 

LINKS: PARTE UM, PARTE DOISPARTE TRÊS e PARTE QUATRO

 

Booking.com

 

Até um dia Berlim !

Sou o Ricardo Costa

27 anos

Optometrista em Full-time

Viajante em Part-time

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Reservar hotel ?

Booking.com Booking.com

Por onde andei ?

ALEMANHA







FRANÇA



INGLATERRA



ITÁLIA









PORTUGAL



VATICANO



SUIÇA




RUBRICAS



Comentários recentes

  • Ricardo Costa

    Também fiquei com essa ideia da cidade, meio cinze...

  • RP

    Estive em Berlim o ano passado. Achei uma cidade u...

  • Ricardo Costa

    Vais adorar Roma! É uma cidade lindíssima, cheia d...

  • NNC

    Vou dentro de dias! Com o teu post fiquei ainda ma...

  • Ricardo Costa

    Olá Joana, Berlim é uma cidade fantástica, vais go...

Follow me on Instagram

subscrever feeds

Mais sobre mim

foto do autor