Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Travel is always a good idea

Travel is always a good idea

Paris - À procura do Corcunda na Catedral Notre-Dame

A Catedral Notre-Dame de Paris é uma das mais antigas catedrais francesas com arquitetura gótica no mundo. A sua construção começou em 1163 e a é dedicada a Maria, Mãe de Jesus Cristo e está localizada na Ile de la Cité em Paris, próxima da Sainte Chapelle e rodeada pelo Rio Sena. É merecedora duma visita pela sua arquitetura diferente do habitual e com ornamentos, esculturas, rosáceas e vitrais com uma beleza estonteante. 

 

29 - notre dame (1).jpg

 

29 - notre dame (2).jpg

 

Muito antes do inicio da construção da catedral, já naquele local se celebravam cerimónias religiosas dos povos celtas, só em 1163 se dá o inicio da construção da catedral, sendo que Luís VII foi o grande impulsionador dessa mesma obra. Embora a sua base seja arquitetura gótica, nos finais do século XVII durante o reinado do Luís XIV, algumas alterações foram feitas adquirindo elementos barrocos. Já no ano de 1793, durante a Revolução Francesa, novamente a catedral viu algumas das suas fundações serem destruídas e tesouros roubados, acabando por servir de armazém para alimentos. Só em 1844 com a prosperidade da época romântica a catedral renasce e a sua essência é recuperada através de projetos de restauro. Entre revoluções populares e tumultos sociais, a catedral foi sobrevivendo a tentativas de incêndio, escavações para parques subterrâneos na qual afinal foram encontradas ruínas romanas.

 

29 - notre dame (3).jpg

 

29 - notre dame (4).jpg

 

Foram muitos os momentos altos vividos na Catedral Notre-Dame ao longo dos últimos séculos, desde execuções de templários sendo queimados vivos em frente à catedral a mando do Papa Clemente V influenciado pelo rei Filipe IV de França a 1314, à coroação de Henrique VI de Inglaterra durante a Guerra dos cem anos em 1431, à coração de Napoleão Bonaparte a imperador de França na presença do Papa Pio VII a 1804 e também a beatificação de Joana d'Arc em 1909.

 

29 - notre dame (5).jpg

 

29 - notre dame (6).jpg

 

Um dos pontos mais importantes na Catedral é a fachada principal onde harmoniosamente são unidos os traços arquitetónicos do gótico e românico. No nível inferior da fachada é evidente os três portais trabalhados ao pormenor e construídos em épocas diferentes. À direita podemos ver o Portal de Santa Ana, à esquerda o Portal da Virgem e no centro o Portal do Julgamento, o maior e mais bonito portal na catedral. Depois na restante fachada há estátuas, rosáceas e todos os rendilhados que são um pasmo de ver. 

 

29 - notre dame (7).jpg

 

29 - notre dame (8).jpg

 

Depois de visitar o deslumbrante interior, pode fazer uma visita que é paga à torre norte, após uma subida de 386 degraus, poderá desfrutar da vista sobre Paris, ver os famosos dráculas eternizados no romance de Victor Hugo e claro ver os antigos sinos da catedral. Os sinos são considerados património histórico da cidade, todos eles com nomes diferentes, sendo que o principal é o Bourbon Emmanuel porque é o mais antigo e porque também só toca em momentos históricos importantes, como visitas do papa, funerais presidenciais ou por exemplo no fim da Primeira Guerra Mundial ou no atentado de 11 de setembro. Na minha opinião vale a pena a visita pela oportunidade que é e também pela panorâmica de trezentos e sessenta graus que se tem de lá.

 

29 - notre dame (9).jpg

 

29 - notre dame (10).jpg

 

INFORMAÇÕES  ÚTEIS SOBRE A CATEDRAL DE NOTRE-DAME:

 

PREÇO PARA VER CATEDRAL: Gratuito.

HORÁRIO DA CATEDRAL: 7h45h às 18h45 (segunda a sexta-feira), 7h45 às 19h15 (sábado e domingo)

PREÇO PARA SUBIR À TORRE: 8€, adultos. Gratuito, idade inferior a 18 anos.

HORÁRIO DA TORRE: 10h00 às 18h00 ( Terça-feira a domingo)

METRO: Cité, Saint-Michel-Notre-Dame.

DICA: Reserve algum tempo para a possível fila que encontrar na bilheteira (Pessoalmente estive 1h na fila).

 

29 - notre dame (11).jpg

 

29 - notre dame (12).jpg

 

Para concluir falta mencionar que um grande impulsionador, à parte de toda a grandiosidade da arquitetura e história da Catedral, da fama que a Catedral Notre-Dame tem nos dias de hoje deve-se ao romance escrito por Victor Hugo em 1831 e que tem por nome O Corcunda de Notre-Dame. Esta história que retrata a Idade Média e na qual o Quasímodo se apaixona pela cigana Esmeralda, a ilustração poética do monumento aumentou o conhecimento em geral das pessoas sobre a arquitetura e passado da Catedral. A adaptação do livro a filme da Disney aumentou ainda mais o interesse das pessoas e hoje em dia a Catedral é um monumento muito visitado em Paris.

 

29 - notre dame (13).jpg

 

29 - notre dame (14).jpg

 

 

Boa viagem !

 

Booking.com

 

POSTS PARIS:

 

PARTE 1 | PARTE 2 |

 

RUBRICA: MUSEUS E OUTROS... | TORRE EIFFEL | ARCO DO TRIUNFO | MUSEU DO LOUVRE |

 

RUBRICA: TUDO SOBRE... | TUDO SOBRE #2: AS DIFERENÇAS ENTRE OS AEROPORTOS EM PARIS - CDG VS ORLY

Paris - Bem vindo ao maior museu do mundo, o Museu do Louvre

O Museu do Louvre é o maior museu de arte do mundo com cerca de trinta e oito mil objetos da pré-história ao século XXI e é atualmente o museu mais visitado no mundo. O museu está localizado no antigo Palácio do Louvre, uma antiga fortaleza entre o século XII e XIII, devido à expansão da cidade tornou-se na residência oficial dos reis franceses no século XVI e foi ampliado diversas vezes até formar o atual Palácio do Louvre. Em 1682, o Rei Luís XIV escolheu o Palácio de Versalhes como sua residência deixando o Louvre como lugar para exibir a coleção real criando uma Academia que tratava das exposições e que se manteve durante cem anos até ser considerado o Louvre durante a Revolução Francesa um museu para exibir as obras-primas na nação.

 

29 - louvre (1).jpg

 

29 - louvre (2).jpg

 

O museu foi inaugurado a 10 de Agosto de 1793 apresentando as obras da realeza numa exposição de 537 pinturas e apesar de alguns períodos de fecho e outros de aumento, as coleções foram aumentando e atualmente o museu é dividido em oito departamentos: antiguidades Egípcias, antiguidades do Médio Oriente, antiguidades Gregas, etruscas e Romanas, arte Islâmica, escultura, artes decorativas, pinturas, impressões e desenhos.

 

29 - louvre (3).jpg

 

29 - louvre (4).jpg

 

O Palácio do Louvre é uma estrutura quase retangular, composto pela praça do Cour Carrée e duas alas que envolvem o Cour Napoléon a norte ao sul. No centro está a Pirâmide do Louvre, que é a imagem de marca do museu foi construída em 1988 toda em vidro e é também ela um projeto peculiar porque na base, já dentro do museu, existe uma pirâmide invertida. O museu é dividido em três alas: a Ala Sully a leste, a Ala Richelieu a norte e a Ala Denon junto ao Rio Sena.

 

29 - louvre (5).jpg

 

29 - louvre (6).jpg

 

Ao entrar no Museu do Louvre vai automaticamente descer até ao Piso -2, espaço que se chama de Hall Napoléon e onde encontra local para deixar casacos e malas, há uma livraria, lojas e é essencialmente o local para reunir grupos, por este motivo é um lugar muito agitado e cheio de gente a atravessá-lo. Também após visita ao museu e se for a caminho da estação de metro interna do museu, vai encontrar além da pirâmide invertida um grande espaço comercial, com muitas lojas para fazer algumas compras.

 

29 - louvre (7).jpg

 

29 - louvre (8).jpg

 

Ao chegar ao Piso -1 tem do seu lado esquerdo a Petite Galerie que todos os anos entre outubro e junho propõem um novo tema que serve de inicio para descobrir todo o museu, neste espaço aprende a interpretar algumas peças e aumenta os seus conhecimentos sobre diferentes artes e técnicas artísticas. Também na zona de Richelieu pode encontar uma zona com esculturas de França. Ao passar à Ala Sully encontra um gabinete de impressões e desenhos e também pode ver o Pavillon de l'Horloge que retrata a evolução do Palácio do Louvre até ao Museu do Louvre. E por fim na Ala Denon, uma das zonas mais espetaculares, as salas de arte islâmica, antiguidades gregas, esculturas da Europa, antiguidades do Médio Oriente e Egito.

 

29 - louvre (9).jpg

 

29 - louvre (10).jpg

 

No Piso 0 na zona do Richelieu tem uma continuação da exposição de esculturas francesas, logo a seguir encontra antiguidades do médio oriente, Mesopotâmia, arábia e irão e antiguidades egípcias que entre esculturas, esfinges e outros artefactos é impossível ficar indiferente. Na ala sully continua a sua volta ao mundo com antiguidades egípcias e da antiga civilização. Na ala denon encontra antiguidades gregas, antiguidades italianas e etruscas, antiguidades romanas e por fim uma exposição com artes Africanas, da Ásia, Oceânia e América. Todo o Piso 0 é principalmente composto por milhares de artefactos e esculturas, numa viagem pela Europa e restante mundo.

 

29 - louvre (11).jpg

 

29 - louvre (12).jpg

 

Subindo ao Piso 1, na ala do Richelieu encontra o departamento de artes decorativas da Europa, que se encontra numa das zonas mais emblemáticas do antigo Palácio do Louvre, naquela zona desde as peças de arte à própria arquitetura e ornamentos dos salões é de cortar a respiração. Na ala sully encontra novamente antiguidades egípcias, gregas e romanas e finalmente na ala denon, onde começa por encontrar a Galeria de Apolo com uma exposição de joias da coroa francesa e por fim entra numa das zonas tão desejadas para os visitantes do museu, o departamento de pintura italiana, francesa, espanhola e do restante mundo. É neste piso que vai encontrar o famoso quadro da Mona Lisa pintado por Leonardo da Vinci e tantas outras pinturas de grandes pintoras que nem há necessidade de enumerar porque são milhares de quadros. 

 

29 - louvre (13).jpg

 

29 - louvre (14).jpg

 

E por último, no Piso 2 se ainda lhe restarem forças e vontade de continuar a sua viagem pelo museu do Louvre pode encontrar espetaculares pinturas francesas e do norte da Europa, na ala richelieu e na ala sully. Neste espaço do segundo piso as salas são mais amplas, há muito espaço para poder se sentar e apreciar as diversas pinturas expostas. Também me resta avisar que o museu dispõe de cafetaria, bar e esplanada com vista para a pirâmide exterior que lhe permite descansar um pouco ou fazer uma pausa.

 

29 - louvre (15).jpg

 

29 - louvre (16).jpg

 

COMO COMPRAR OS BILHETES ? A forma mais prática para visitar o Museu do Louvre é comprar os bilhetes online, o site é muito fácil de utilizar e simples para fazer a compra, dá automaticamente os bilhetes que se levam impressos e a fila para entrar é muito pequena, comparada com a fila de pessoas sem bilhete à entrada. O seu bilhete irá custar 17€ e é gratuito para idade inferior a 18 anos, e para cidadãos da UE entre 18 e 26 anos (informação de 2018).

 

29 - louvre (17).jpg

 

29 - louvre (18).jpg

 

QUAL O MELHOR HORÁRIO PARA VISITAR ? O museu abre todos os dias as 9h da manhã e fecha às 18h à segunda, quinta, sábado e domingo. O horário prolonga-se até à noite na quarta e sexta-feira, dias em que fecha às 21h45. O museu fecha sempre às terça-feiras. O último momento para poder entrar no museu é meia hora antes do término. E para mim a melhor altura do dia para visitar o museu é de manhã ou então no período da noite, nos dias possíveis, porque existe menos visitantes a circular, principalmente excursões de turistas que parecendo que não torna-se muito caótico em certas alturas, até mesmo para apreciar uma escultura ou quadro ter quarenta chineses a passar atrás de ti aos berros torna-se um bocadinho confuso. 

 

29 - louvre (19).jpg

 

29 - louvre (20).jpg

 

QUANTO TEMPO PRECISO ? Não é por acaso que o Museu do Louvre é considerado o maior museu do mundo. É de facto um museu enorme, com pisos repletos de arte e ao virar de cada esquina mais e mais pontos de interesse aparecem. Por este motivo considero que o tempo mínimo para estar no museu é duas horas que pode ir à vontade até três a quatro horas, claro que vai variar muito do tipo de turista que o visita, se é mais ou menos interessado por arte e também pela escolha de secções que opte por visitar. Se quiser só visitar a Mona Lisa consegue fazê-lo em apenas meia hora, até porque é fácil chegar a essa sala, embora com a quantidade de turistas que a rodeiam a sua vontade de estar por lá é provável que desvaneça rapidamente. E depois quem é que paga um bilhete para o Museu do Louvre e só vai ver um quadro ?

 

29 - louvre (21).jpg

 

29 - louvre (22).jpg

 

DICAS: Se é altamente claustrofóbico e  não gosta de multidões tente comprar o bilhete para as 9h00 e vá direto à sala onde está exposto a Mona Lisa, vai poder ter tempo para apreciar todos os quadros daquela sala sem que as excursões tenham conseguido ter tempo de lá chegar e no restante tempo visite o restante museu. Outra dica é que se possível compre os bilhetes para o museu online, a fila em frente à pirâmide exterior no verão é bastante longa e vai ficar aborrecido de estar em paris e o seu tempo é perdido numa fila. A minha terceira dica é que ao entrar no museu pegue numa mapa, veja o que o museu tem a oferecer de exposições e siga pelas que lhe interessam mais, pode ser uma tarefa desgastante querer andar a ir por todo o lado sem rumo e vai perder o interesse por estar ali. A minha quarta e última dica é que não compre o audioguia, além daquele gadget ser pesado de ter ao pescoço, a informação está muito pouco condensada, sobre cada peça de arte a explicação é muito longa e a única vantagem é o audioguia criar alguns percursos pelo museu com algumas peças chave, mas para quem leva máquina fotográfica, ter ainda os fios e cordoes enrolados não é prático e acabei por quase não lhe dar uso, não aconselho.

 

29 - louvre (23).jpg

 

29 - louvre (24).jpg

 

Para concluir, esqueça tudo o que leu e aproveite cada segundo desde o momento em que entrar no museu até sair. Não há forma correta ou errada de visitar um museu tão importante, as opções são tantas de exposições fixas e temporárias que é fácil cada pessoa encontrar o melhor percurso a seu gosto. Se não tiver percurso, vagueie simplesmente e delicie-se porque afinal de contas, não é todos os dias que se visita o maior museu do mundo. 

 

29 - louvre (25).jpg

 

29 - louvre (26).jpg

 

 

Boa viagem !

 

Booking.com

 

POSTS PARIS:

 

PARTE 1 | PARTE 2

 

RUBRICA: MUSEUS E OUTROS... | TORRE EIFFEL | ARCO DO TRIUNFO | CATEDRAL NOTRE DAME |

 

RUBRICA: TUDO SOBRE... | TUDO SOBRE #2: AS DIFERENÇAS ENTRE OS AEROPORTOS EM PARIS - CDG VS ORLY

 

Sou o Ricardo Costa

28 anos

Optometrista em Full-time

Viajante em Part-time

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Reservar hotel ?

Booking.com

Parceiros


Por onde andei ?

ALEMANHA













FRANÇA

















HOLANDA



INGLATERRA



ITÁLIA









MÓNACO



PORTUGAL





VATICANO



SUIÇA




RUBRICAS



Comentários recentes

  • Ricardo Costa

    Boa noite, o melhor a fazer é chegar à bilheteira ...

  • Anónimo

    Boa noite, gostei do seu post. Se comprar mos bilh...

  • Ricardo Costa

    É de facto uma canseira, especialmente para quem e...

  • Dylan

    Ufa, que brutalidade, até deve cansar!:)

  • Ricardo Costa

    Amesterdão é uma cidade muito bonita em qualquer a...

Follow me on Instagram

subscrever feeds

Mais sobre mim

foto do autor