Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Travel is always a good idea

Travel is always a good idea

Paris - À procura do Fantasma da Ópera na famosa Ópera Garnier

A Ópera Nacional de Paris é uma casa de ópera e balé, onde era antigamente o Palácio Garnier. A Ópera foi fundada em 1669 por Luís XIV da França como Academia de Ópera e mais tarde Academia Real de Música. Atualmente esta companhia de arte produz óperas que são exibidas maioritariamente no teatro Ópera da Bastilha inaugurado em 1989 e balé no antigo Palácio Garnier, inaugurado em 1875.

 

29 - opera garnier (1).jpg

 

29 - opera garnier (2).jpg

 

Portanto quando se visita a Ópera Nacional de Paris estamos a visitar também o Palácio Garnier, motivo pela qual a ópera é conhecida como Ópera Garnier desde 1989. O edifício construído em estilo neobarroco, tem capacidade para 1979 espetadores sentados e o palco suporte até 450 artistas. O projeto vencedor para a construção, em 1861, pertenceu ao arquiteto Charles Garnier, na altura desconhecido e que mais tarde construiu também a Ópera de Monte Carlo, no Mónaco.

 

29 - opera garnier (3).jpg

 

29 - opera garnier (4).jpg

 

A construção da Ópera Garnier começou em 1861 e só foi interrompida durante a guerra Franco-Prussiana, a queda do Império Francês e também por motivos do terreno ser muito pantanoso. Na altura julgava-se haver um lago subterrâneo, o mesmo que aparece no romance de Gaston Leroux, o Fantasma da Ópera, mas a verdade é que o rio não passa naquela zona. Depois dos contratempos o Palácio Garnier foi inaugurado em 1875. 

 

29 - opera garnier (5).jpg

 

29 - opera garnier (6).jpg

 

INFORMAÇÕES UTÉIS SOBRE ÓPERA NACIONAL DE PARIS:

PREÇO: 11€ (bilhete adulto), Gratuito (idade inferior a 12 anos).

HORÁRIO: 10h00 – 16h30 (todos os dias). Aos domingos às vezes fecha às 13h se for dia em que haja peça. 

METRO: Opera

SITE OFICIAL: https://www.operadeparis.fr/en/visits/palais-garnier

 

29 - opera garnier (7).jpg

 

29 - opera garnier (8).jpg

 

O estilo do Palácio Garnier é deslumbrante, ornamentado e decorado com frisos de mármore de várias cores, colunas e centenas de estátuas. O interior é também de uma grandiosidade com veludos vermelhos nas cadeiras, superfícies folheadas a ouro, querubins e ninfas. O candelabro central do salão principal pesa mais de seis toneladas e o teto colorido é impressionante. Inclusive existe uma lenda que a imperatriz Eugénia de Montijo perguntou a Charles Garnier se o estilo do palácio seria grego ou romano, ao que o arquiteto respondeu: "É no estilo Napoleão III, Madame!".

 

29 - opera garnier (9).jpg

 

29 - opera garnier (10).jpg

 

A Ópera Garnier já famosa pela sua arquitetura e grandiosidade, ganhou ainda mais relevo na cidade de Paris após a primeira edição do romance de Gaston Lerous, O Fantasma da Ópera, na qual o cenário principal é a Ópera de Paris, as catacumbas e o salão principal. Desde então o romance, passou a filme e é atualmente uma das Óperas mais famosas em todo o mundo e ainda atualmente em exibição permanente com sala esgotada todos os dias. 

 

29 - opera garnier (11).jpg

 

29 - opera garnier (12).jpg

 

 

Boa viagem !

 

Booking.com

 

POSTS PARIS:

 

PARTE 1 | PARTE 2 | PARTE 3 | O que ver e esperar

 

RUBRICA: MUSEUS E OUTROS... | TORRE EIFFEL | ARCO DO TRIUNFO | MUSEU DO LOUVRE | CATEDRAL NOTRE DAME | MUSEU D'ORSAY

 

RUBRICA: TUDO SOBRE... | TUDO SOBRE #2: AS DIFERENÇAS ENTRE OS AEROPORTOS EM PARIS - CDG VS ORLY

 

Paris - Dia 3, na cidade das artes

Paris, a cidade das artes que sem dúvida merece esse título pela quantidade de história que os edifícios albergam, desde os inúmeros museus do mais antigo ao mais moderno, óperas e salas de concertos a dança e música. Passear por Paris é uma experiência avassaladora para qualquer turista, sair da nossa zona de conforto e aprender com tudo o que a cidade nos têm a ensinar. Na bagagem trará muitas memórias que de certo serão inesquecíveis. 

 

28 - paris (33).jpg

 

28 - paris (34).jpg

 

Na manhã do terceiro dia,  começámos o dia na zona de Montmartre, que significa monte dos martírios e que desde os primórdios era considerado um local de culto e onde no século XIX foi construído a Basílica Sacré Coeur. Para visitar a basílica só precisa subir a escadaria e entrar pelo acesso normal, a visita à cúpula é paga. Para começar delicie-se com toda a arquitetura envolvente e passe pela zona principal onde encontra a capela da piedade com uma estátua monumental da Virgem ao pé da cruz, túmulos, memoriais, urnas, a primeira pedra da basílica e outros ornamentos. Nas zonas laterais vai encontrar sete capelas de cada lado com oratórios a santos diferentes. 

Terminando a sua visita ao Sacré Coeur aproveite as ruelas próximas do carrossel na base da basílica e que fazem ligação com a estação de metro mais próxima. Nestas ruas pode encontrar comercio local, muitos locais com lembranças de Paris, mas uma especial atenção aos esquemas de burla que há naquelas zonas, diversas vezes vi jogos de rua com notas no chão em que os burlões incentivavam a entrar no jogo conseguindo sempre por iludir e enganar os turistas, o aparato que fazem é realmente muito grande e até mesmo os comerciantes mostram o seu desagrado e são os primeiros a nos avisar a ter cuidado. 

 

28 - paris (35).jpg

( Basílica Sacré Coeur )

 

28 - paris (36).jpg

( Vista da Basílica Sacré Coeur sobre a cidade de Paris )

 

Um dos jardins mais bonitos de Paris, bem no centro da cidade, é o Jardim do Luxemburgo que tem no centro o famoso Palácio do Luxemburgo. A construção do Palácio remonta a 1611 e os seus jardins são verdadeiras obras de arte, com decorações espetaculares, estátuas e pequenos lagos. Os jardins estão sempre cheios de turistas e parisienses a desfrutar do sol caso haja ou então aproveitando o bom ambiente. Há sempre muita gente a circular, talvez um pouco de mais para quem queira descanso e sossego, mas qualquer das formas o jardim merece uma visita e uns passeios por lá.

 

28 - paris (41).jpg

( Palácio do Luxemburgo )

 

28 - paris (42).jpg

( Jardim do Luxemburgo )

 

Depois seguimos para uma visita à Ópera Nacional de Paris que está situada no antigo Palácio Garnier e por isso é normal dizer-se Ópera Garnier. É uma obra orquestrada por Napoleão III e o Barão Haussman e é notória a influência deles, com as fachadas imponentes e o seu interior e salas repletas de brilho e ouro. De facto este tipo de local ou monumento nem sempre é visitado pelos turistas, mas pela sua grandiosidade achamos bem entrar e não desiludiu. Para ler um pouco mais sobre a Ópera Nacional de Paris, informações úteis e dicas resolvi escrever um post que vai condensar tudo, basta clicar aqui.

 

28 - paris (37).jpg

( Ópera Nacional de Paris - Palácio Garnier )

 

28 - paris (38).jpg

( Le Grand Foyer no Palácio Garnier )

 

Em Paris não vão faltar opções de museus para visitar, dado conteúdo e exposições decidimos visitar o Museu d'Orsay, junto da margem esquerda do rio sena e próximo ao Museu do Louvre, aquele local já foi uma estação ferroviária e é totalmente dedicado à arte ocidental de 1848 a 1914. Também naquela zona pode visitar o Museu Les Invalides, o Museu Rodin e tantos outros. Para ler um pouco mais sobre o Museu d'Orsay, informações úteis e dicas resolvi escrever um post que vai condensar tudo, basta clicar aqui.

 

28 - paris (39).jpg

( Museu d'Orsay )

 

28 - paris (40).jpg

( Relógio no Museu d'Orsay )

 

Ao passear por Paris vai reparar nas muitas pontes que cruzam o Rio Sena, sendo que a Ponte Alexandre III é de todas para mim a mais bonita, ligando a avenida Champ Élysées ao Museu Les Invalidades. É de facto bastante ornamentada e extravagante e esse é motivo para ser tão famosa. Serve de homenagem ao czar Alexandre III por construir a aliança Franco-Russa em 1892 e os seus pilares em ouro, as ninfas e cavalos não passam despercebidos. Aproveite para atravessar a ponte, ver a agitação de barcos no rio sena e uma vista espetacular sobre a Torre Eiffel.

 

28 - paris (43).jpg

( Vista sobre a Ponte Alexandre III )

 

28 - paris (44).jpg

( Ponte Alexandre III )

 

Ao caminhar por Paris vai encontrar algumas zonas e ruas especificas com muitos restaurantes e noutros locais pode ser bem difícil de encontrar o lugar certo para comer. Os preços junto a atrações mais famosas obviamente que são mais altos e no entanto pode nem sempre ter vontade de comer num restaurante e querer algo mais rápido. A cidade de Paris não é claramente igual a Itália onde se encontra comida barata em cada esquina e facilita esse processo, mas claro que vai encontrar bons locais com preços acessíveis. A nossa aventura por Paris terminou com um jantar num restaurante que serviam menus completos e na qual pudemos experimentar alguma gastronomia francesa. O momento mais engraçado foi ao pedir a sobremesa, uma amiga pediu ao garçon algo doce e por isso queria o cheese, ao que o garçon responde "Madame, it's only cheese not cake !". E rimos a noite toda. Na França, são loucos por queijo e até na sobremesa se serve um pratinho com vários queijos. 

 

28 - paris (45).jpg

 

28 - paris (46).jpg

( Arc de Triomphe du Carrousel )

 

No último dia decidimos fazer algo diferente, uma vez que o nosso voo seria da parte da manhã, acordamos muito cedo ainda sem sol, tomámos o pequeno almoço e fomos até à estação de Trocadero. À saída encontrámos uma Torre Eiffel com cores diferentes, as cores do sol a nascer proporcionaram uma experiência única, excelente para fotografias originais. Após algumas caminhadas junto da Torre Eiffel e nos jardins adjacentes, fomos procurar algumas lojas de recuerdos e finalmente dissemos adeus à cidade de Paris.

 

28 - paris (47).jpg

 

28 - paris (48).jpg

 

 

Boa viagem !

 

Booking.com

 

POSTS PARIS:

 

PARTE 1 | PARTE 2 | O que ver e esperar

 

RUBRICA: MUSEUS E OUTROS... | TORRE EIFFEL | ARCO DO TRIUNFO | MUSEU DO LOUVRE | CATEDRAL NOTRE DAME | ÓPERA GARNIER | MUSEU D'ORSAY

 

RUBRICA: TUDO SOBRE... | TUDO SOBRE #2: AS DIFERENÇAS ENTRE OS AEROPORTOS EM PARIS - CDG VS ORLY

 

Sou o Ricardo Costa

28 anos

Optometrista em Full-time

Viajante em Part-time

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Reservar hotel ?

Booking.com

Parceiros


Por onde andei ?

ALEMANHA













FRANÇA

















HOLANDA



INGLATERRA



ITÁLIA









MÓNACO



PORTUGAL





VATICANO



SUIÇA




RUBRICAS



Comentários recentes

  • Ricardo Costa

    Boa noite, o melhor a fazer é chegar à bilheteira ...

  • Anónimo

    Boa noite, gostei do seu post. Se comprar mos bilh...

  • Ricardo Costa

    É de facto uma canseira, especialmente para quem e...

  • Dylan

    Ufa, que brutalidade, até deve cansar!:)

  • Ricardo Costa

    Amesterdão é uma cidade muito bonita em qualquer a...

Follow me on Instagram

subscrever feeds

Mais sobre mim

foto do autor