Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Travel is always a good idea

Travel is always a good idea

Cap d'Ail - A bonita caminhada até à Baía de Saint-Laurent

Durante a minha estadia na Côte d'Azur durante vários dias fomos passear a vários locais ao redor de Nice, alguns de carro e outros fomos de comboio que atravessa toda a linha costeira e torna fácil mesmo para quem não tenha carro descobrir as belezas daqueles locais. Num belo dia de sol fomos de carro até à zona de Cap d'Ail.

  

19 - cap d'ail (2).jpg

 

19 - cap d'ail (3).jpg

 

A cidade de Cap d'Ail, que significa em português Cabo do Alho, é uma pequena cidade francesa na Riviera Francesa, situada no lado direito de Nice e faz fronteira com o Mónaco. Não é um local grande, mas apresenta uma linha costeira deslumbrante com diversas zonas e miradouros no cimo de grandes penhascos e também várias zonas públicas de banhos na zona costeira.

 

19 - cap d'ail (4).jpg

 

19 - cap d'ail (5).jpg

 

Curiosamente fomos estacionar o nosso carro num local muito próximo à Gare Cap d'Ail, o que confirma que este passeio era facilmente acessível a turistas livres de carros. Toda a zona de Cap d'Ail têm a particularidade de ter muita vegetação, o que na minha opinião a diferencia de grandes centros urbanos, ali a qualidade de vida aumenta na minha opinião, respira-se um ambiente calmo e pacifico, respira-se ar puro.

 

19 - cap d'ail (6).jpg

 

19 - cap d'ail (7).jpg

 

Após atravessarmos o túnel que passa debaixo da estação de comboios, encontramos a zona pedonal Sentier du Bord de Mer, que percorre toda a zona costeira e é acessível a todos. A primeira paragem foi junto à Plage Gramaglia, uma praia em miniatura, porque depende do nível da água e rodeada de rochas com água de um cristalino muito bonito. Apesar do calor intenso quase ninguém lá estava a fazer praia, talvez porque ainda não tínhamos chegado ao highlight de Cap d'Ail.

 

19 - cap d'ail (8).jpg

 

19 - cap d'ail (9).jpg

 

Ali naquela zona começámos uma caminhada muito prazerosa, num caminho bem construído e cuidado, do nosso lado esquerdo o bonito mar mediterrâneo e do esquerdo vária vegetação e flores. Todo o caminho pedonal da Sentier du Bord de Mer assim está. Passado alguns minutos alcançamos o Cap Mala, que é o cabo de cap d'ail onde a paisagem muda, começamos finalmente a perceber onde vamos fazer praia e o destino paradisíaco que se aproxima.

 

19 - cap d'ail (10).jpg

 

19 - cap d'ail (11).jpg

 

Após passar o Cap Mala começa um sobe e desce junto ás rochas, contornando todo o cabo até chegar à Plage Mala, que é uma lindíssima praia de areia branca, água quente e cristalina que convida a banhos. Aconselho vivamente a levar tempo para aproveitar a praia porque vale a pena estar num local tão bonito. A zona contrária à nossa direção tem vários penhascos que criam um ambiente diferente, a praia tem vários bares e restaurantes para se refrescar, casas de banho públicas e vestiários. E ainda há várias embarcações que se podem pagar para fazer ali alguns percursos rápidos na zona da costeira.

 

19 - cap d'ail (12).jpg

 

19 - cap d'ail (13).jpg

 

A Baía de Saint-Laurent que abraça a Praia Mala e toda a zona montanhosa é um must-do na Riviera Francesa, de uma beleza incrível principalmente na primavera e verão, e que é também acessível através das traseiras da praia. De qualquer forma acredito que o passeio na zona pedonal vale a pena e é muito bonito. Fiquei muito surpreendido com a beleza de Cap d'Ail, conquistou-me. 

 

19 - cap d'ail (14).jpg

 

19 - cap d'ail (15).jpg

 

 

Boa viagem !

 

Booking.com

 

RESUMO: RIVIERA FRANCESA

 

Èze - Viagem à jóia medieval da Côte d'Azur

A minha viagem em 2016 pela Riviera Francesa, não foi muito planeada uma vez que era um encontro de primos e estaríamos à deriva e seguindo a nossa guia a trabalhar em Nice. Por esse motivo, a nossa viagem até Èze tenha tido um especial encanto por não saber o que esperar, fizemos um percurso rápido de carro entre Nice e ao longe começámos a avistar a bela vila de Èze.

 

18 - èze (2).jpg

 

18 - èze (3).jpg

  

A vila de Èze-sur-Mer, carinhosamente apelidada de Èze, é uma vila medieval muito bem preservada e apesar de estar no alto de umas das muitas montanhas da Costa Azul de França é na minha opinião um tesouro ainda um bocadinho escondido. Claro que não a visitámos sozinhos, havia muitos turistas, mas não tantos quanto esperaria encontrar.

 

18 - èze (4).jpg

 

18 - èze (5).jpg

 

A cidade de Èze e a sua origem remonta ao século IV, sendo que os primeiros registos históricos de Èze remontam ao período medieval, como é óbvio de perceber dada à sua localização no cimo da montanha, difícil de ser atacada por outros povos. Hoje em dia, a vila revela-se no seu esplendor, com ar medieval que lhe dá um certo charme e uma vista espetacular sobre o mar mediterrâneo e toda a costa e montanha da Riviera francesa.

 

18 - èze (6).jpg

 

18 - èze (7).jpg

 

Mesmo para quem chega a Èze de carro, há vários locais seguros para poder estacionar e depois subir até à entrada principal. A vila apresenta hoje em dia vários restaurantes, entre eles o famoso La Chevre D'or, com uma entrada medieval e misteriosa. E depois há muitas lojinhas, bares e alguns hotéis todos eles muito românticos e como seria de esperar bastante caros, mas promissores enquanto experiência de dormir numa vila tão encantadora como Èze mostrou ser.

 

18 - èze (8).jpg

 

18 - èze (9).jpg

 

Desde a zona costeira até ao topo de Èze há um percurso pedestre que se pode fazer, a Trilha Nietzsche, não feito para mim que seria uma aventura massacrante e principalmente não aconselho no verão dado o calor que se faz sentir. O nome da trilha é uma homenagem ao famoso filósofo alemão que por ali passou algum tempo e escreveu parte das suas obras, inclusive há várias estátuas em sua homenagem.

 

18 - èze (10).jpg

 

18 - èze (11).jpg

 

No topo de Èze, que foi a zona que principalmente visitámos e que também se pode chamar de Èze village sendo o ponto mais alto a 420 metros de altura pode-se passear através de casas medievais e ruelas, sempre a subir e descer e visitar as ruínas do antigo castelo medieval, perfumarias famosas como a Fragonard, a Igreja de Èze e um bonito jardim exótico com vários trilhos, espécimes de catos e outras plantas exóticas, vale a pena entrar.

 

18 - èze (12).jpg

 

18 - èze (13).jpg

 

 

Boa viagem !

 

Booking.com

 

RESUMO: RIVIERA FRANCESA

 

Olá, Sou o Ricardo Costa,

tenho 30 anos, atualmente

estou a viver no Porto e este é

o blog das minhas viagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parceiros

Rúbricas







Comentários recentes

  • Anónimo

    Olá Ricardo!!Gostei imenso do seu texto!Estou a es...

  • Ricardo Costa

    Boa noite, o melhor a fazer é chegar à bilheteira ...

  • Anónimo

    Boa noite, gostei do seu post. Se comprar mos bilh...

  • Ricardo Costa

    É de facto uma canseira, especialmente para quem e...

  • Dylan

    Ufa, que brutalidade, até deve cansar!:)

Mais sobre mim

foto do autor

Em destaque no SAPO Blogs
pub