Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Travel is always a good idea

Travel is always a good idea

Hamburgo - Dia 1 na cidade Livre e Hanseática

A minha viagem a Hamburgo foi planeada para março de 2016, queria muito conhecer Berlim e porque tinha tempo para conhecer duas cidades planeámos uma viagem entre Hamburgo e Berlim. Hamburgo que têm como nome oficial Cidade Livre e Hanseática de Hamburgo é a segunda maior cidade da Alemanha e a oitava maior cidade da Europa. É considerada uma cidade náutica e um grande centro de transportes e um importante centro financeiro que evoluiu durante séculos. Resolvi visitar Hamburgo mesmo sabendo que iria numa época fria, também porque gosto de conhecer a cidade pelo que é conhecida, da mesma forma que não faz sentido visitar Marrocos com frio ou ir ao Polo Norte com calor. 

 

intro 1.JPG

 

Escolhemos um voo direto entre Lisboa e o aeroporto Flughafen em Hamburgo, na Ryanair que nos custou 26€ a cada um, um verdadeiro achado. O voo foi muito tranquilo e ao chegarmos ao aeroporto facilmente encontrámos o caminho para a estação de comboios, há informação em inglês por todos os locais e é rápida a deslocação. A sensação de pisar outro país é sempre acrescida duma excitação fora do normal e por esse motivo sem dar por isso no caminho para a estação sem nos apercebermos da estupidez da situação, estávamos a ser empurrados para dentro de uma perfumaria onde a promotora nos tentava vender um perfume qualquer, até que segundos depois me apercebo do erro e digo ao Diogo: "Acho que não é bem aqui que deveríamos estar, ela quer vender ! Vamos embora !". Hoje ao lembrar-me desta situação até acho piada mas foi um aviso, para voltar à terra e ser mais prudente.  

 

ponte.JPG

( Ponte Auf dem Sande )

 

Dentro do aeroporto e já na estação de comboios onde iríamos apanhar o nosso comboio para a estação central de Hamburgo, tinha comigo uma lista das horas em que passava o comboio que precisávamos mas porque queria confirmar dei comigo sem encontrar os horários em inglês e só via alemão. Resumindo, não sabíamos os dias da semana em alemão. Que é bonito visitar um país sem que ninguém a nossa volta perceba o que dizemos ou nós o que os outros dizem é, mas quando se trata de um momento em que precisas mesmo dessa informação traduzida essa piada desvanece. Felizmente os alemães não são tão frios e antipáticos como se diz serem, encontrei logo alguém que me ajudou e confirmou que estava na plataforma correta e que podia seguir viagem sem problemas. 

 

Informações úteis:

Itinerário: Hamburg Airport (Flughafen) - Hamburg Hauptbahnhof (Hbf)

Comboio: S1 em direção a Wedel (Holst)

Preço: 3,20€ um bilhete com uma passagem

 

rathaus noite.JPG

( Rathaus à noite )

 

A nossa estadia como habitualmente fazemos foi feita na plataforma do Booking, após alguma pesquisa dos locais que queríamos visitar e noção da localização da estação e zonas envolventes escolhemos o Novum Hotel Hamburg Stadzendrum, para três noites que nos custou 102€ a cada um. O hotel têm uma localização excelente, muito próximo da estação central de comboios, acessível ao centro da cidade a pé ou para quem gosta de metros, com estação de metro muito próxima. O quarto era espaçoso para um 3 estrelas e o pequeno almoço era excelente na minha opinião, o verdadeiro ponto positivo. O único ponto negativo a indicar é que a localização embora não se perceba durante o dia porque a rua é muito agitada, à noite está repleta de bares noturnos, sex shops, saunas e outras casas de cariz sexual, o que leva muita gente a acreditar que não é seguro. Da nossa parte em momento algum me senti inseguro e por esse motivo recomendo a estadia neste hotel.

 

rua do hotel.JPG

 ( Rua do hotel )

 

Como já chegámos a Hamburgo ao entardecer fizemos um passeio a pé até ao centro da cidade e aproveitámos para ver a cidade com a sua iluminação noturna, sou fanático por iluminação e fotografia noturna e na minha opinião há atrações que à noite são extremamente mais bonitas e fascinantes que durante o dia. Mas como já era tarde retornámos ao hotel para acordar cedo. O nosso primeiro dia em Hamburgo acordou soalheiro e com algum nevoeiro que se foi dissipando durante o dia, decidimos caminhar até à zona onde está o Hamburg Dungeon, uma atração que queríamos visitar e estava marcada para as 10h por ser o único momento do dia com visita em inglês. O Hamburg Dungeon é uma atração que dura noventa minutos já tinha feito em Londres, visitando o London Dungeon e é sempre diferente porque retrata a história da cidade, neste caso de forma macabra e hilariante sobre a cidade náutica de Hamburgo. É um labirinto de pequenas atuações ao vivo na qual os atores interagem com os visitantes e se tiver sorte fará parte dos atos e levará uma memória para casa que nunca esquecerá.

 

Informações úteis:

Horário: Todos os dias entre as 10h e as 17h

Visitas em inglês: Sexta a domingo às 10h 

Preço: 17,95€ 

Estações de metro próximas: Stadthausbrücke, Baumwall e Überseequartier

 

dungeon.JPG

( Hamburg Dungeon )

 

Uma vez em Hamburgo, não pode perder uma visita a Speicherstadt que é literalmente uma cidade de armazéns, a maior do mundo na qual todos foram construidos sob alicerces de madeira entre 1883 e 1927. Também conhecida pelo seu nome em inglês Warehouse district é normal ver se por ali muita gente a passear em torno dos canais de água e nas zonas dos armazéns, também verá muita agitação normal dos negócios e industrias que por lá estão assentes. Recomendo uma visita de dia e se for possível uma visita durante a noite, que na minha opinião é o melhor momento para visitar, mais calmo e bonito com todas as iluminações que as fachadas dos prédios têm.

 

warehouse 1.JPG

( Warehouse District )

 

Ao percorrer a zona da Warehouse District vai encontrar dezenas de edifícios com fachadas totalmente em tijolo num vermelho velho, mas também aquela zona serve atualmente para muitos museus, sedes de importantes empresas nacionais e local da Hamburg Port Authority que é uma agência responsável pela administração dos serviços do porto náutico de Hamburgo.

 

authority.JPG

( Hamburg Port Authority )

 

Ao passar naquela zona vai encontrar junto aos canais e atravessando alguma ponte a Igreja Santa Catarina ( Hauptkirche St Katharinen ) que é uma das cinco principais igrejas luteranas de Hamburgo. É uma construção que remonta ao século treze e depois de tantas guerras, fogos e destruições é considerada o segundo edifício mais antigo que ainda se encontra preservado em Hamburgo. Por opção própria não fizemos visita ao seu interior mas é possível para quem gostar de arte sacra.

 

b  (25).JPG

 ( Hauptkirche Sankt Katharinen )

 

Para continuar a ler sobre a minha viagem a Hamburgo, clique aqui.

 

4 comentários

Comentar post

Sou o Ricardo Costa

28 anos

Optometrista em Full-time

Viajante em Part-time

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Reservar hotel ?

Booking.com

Alugar carro ?

Por onde andei ?

ALEMANHA







FRANÇA









INGLATERRA



ITÁLIA









PORTUGAL



VATICANO



SUIÇA




RUBRICAS



Comentários recentes

  • Ricardo Costa

    E tenho para mim que todos os que vivem em Cannes,...

  • Rita

    Eu adoro viver em Cannes! É uma calma imensa de um...

  • EROTICO

    Sou apaixonado pelo museu Erótico de Berlim. Podia...

  • Ricardo Costa

    Também fiquei com essa ideia da cidade, meio cinze...

  • RP

    Estive em Berlim o ano passado. Achei uma cidade u...

Follow me on Instagram

Mais sobre mim

foto do autor