Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Travel is always a good idea

Travel is always a good idea

Paris - Bem vindo ao maior museu do mundo, o Museu do Louvre

O Museu do Louvre é o maior museu de arte do mundo com cerca de trinta e oito mil objetos da pré-história ao século XXI e é atualmente o museu mais visitado no mundo. O museu está localizado no antigo Palácio do Louvre, uma antiga fortaleza entre o século XII e XIII, devido à expansão da cidade tornou-se na residência oficial dos reis franceses no século XVI e foi ampliado diversas vezes até formar o atual Palácio do Louvre. Em 1682, o Rei Luís XIV escolheu o Palácio de Versalhes como sua residência deixando o Louvre como lugar para exibir a coleção real criando uma Academia que tratava das exposições e que se manteve durante cem anos até ser considerado o Louvre durante a Revolução Francesa um museu para exibir as obras-primas na nação.

 

29 - louvre (1).jpg

 

29 - louvre (2).jpg

 

O museu foi inaugurado a 10 de Agosto de 1793 apresentando as obras da realeza numa exposição de 537 pinturas e apesar de alguns períodos de fecho e outros de aumento, as coleções foram aumentando e atualmente o museu é dividido em oito departamentos: antiguidades Egípcias, antiguidades do Médio Oriente, antiguidades Gregas, etruscas e Romanas, arte Islâmica, escultura, artes decorativas, pinturas, impressões e desenhos.

 

29 - louvre (3).jpg

 

29 - louvre (4).jpg

 

O Palácio do Louvre é uma estrutura quase retangular, composto pela praça do Cour Carrée e duas alas que envolvem o Cour Napoléon a norte ao sul. No centro está a Pirâmide do Louvre, que é a imagem de marca do museu foi construída em 1988 toda em vidro e é também ela um projeto peculiar porque na base, já dentro do museu, existe uma pirâmide invertida. O museu é dividido em três alas: a Ala Sully a leste, a Ala Richelieu a norte e a Ala Denon junto ao Rio Sena.

 

29 - louvre (5).jpg

 

29 - louvre (6).jpg

 

Ao entrar no Museu do Louvre vai automaticamente descer até ao Piso -2, espaço que se chama de Hall Napoléon e onde encontra local para deixar casacos e malas, há uma livraria, lojas e é essencialmente o local para reunir grupos, por este motivo é um lugar muito agitado e cheio de gente a atravessá-lo. Também após visita ao museu e se for a caminho da estação de metro interna do museu, vai encontrar além da pirâmide invertida um grande espaço comercial, com muitas lojas para fazer algumas compras.

 

29 - louvre (7).jpg

 

29 - louvre (8).jpg

 

Ao chegar ao Piso -1 tem do seu lado esquerdo a Petite Galerie que todos os anos entre outubro e junho propõem um novo tema que serve de inicio para descobrir todo o museu, neste espaço aprende a interpretar algumas peças e aumenta os seus conhecimentos sobre diferentes artes e técnicas artísticas. Também na zona de Richelieu pode encontar uma zona com esculturas de França. Ao passar à Ala Sully encontra um gabinete de impressões e desenhos e também pode ver o Pavillon de l'Horloge que retrata a evolução do Palácio do Louvre até ao Museu do Louvre. E por fim na Ala Denon, uma das zonas mais espetaculares, as salas de arte islâmica, antiguidades gregas, esculturas da Europa, antiguidades do Médio Oriente e Egito.

 

29 - louvre (9).jpg

 

29 - louvre (10).jpg

 

No Piso 0 na zona do Richelieu tem uma continuação da exposição de esculturas francesas, logo a seguir encontra antiguidades do médio oriente, Mesopotâmia, arábia e irão e antiguidades egípcias que entre esculturas, esfinges e outros artefactos é impossível ficar indiferente. Na ala sully continua a sua volta ao mundo com antiguidades egípcias e da antiga civilização. Na ala denon encontra antiguidades gregas, antiguidades italianas e etruscas, antiguidades romanas e por fim uma exposição com artes Africanas, da Ásia, Oceânia e América. Todo o Piso 0 é principalmente composto por milhares de artefactos e esculturas, numa viagem pela Europa e restante mundo.

 

29 - louvre (11).jpg

 

29 - louvre (12).jpg

 

Subindo ao Piso 1, na ala do Richelieu encontra o departamento de artes decorativas da Europa, que se encontra numa das zonas mais emblemáticas do antigo Palácio do Louvre, naquela zona desde as peças de arte à própria arquitetura e ornamentos dos salões é de cortar a respiração. Na ala sully encontra novamente antiguidades egípcias, gregas e romanas e finalmente na ala denon, onde começa por encontrar a Galeria de Apolo com uma exposição de joias da coroa francesa e por fim entra numa das zonas tão desejadas para os visitantes do museu, o departamento de pintura italiana, francesa, espanhola e do restante mundo. É neste piso que vai encontrar o famoso quadro da Mona Lisa pintado por Leonardo da Vinci e tantas outras pinturas de grandes pintoras que nem há necessidade de enumerar porque são milhares de quadros. 

 

29 - louvre (13).jpg

 

29 - louvre (14).jpg

 

E por último, no Piso 2 se ainda lhe restarem forças e vontade de continuar a sua viagem pelo museu do Louvre pode encontrar espetaculares pinturas francesas e do norte da Europa, na ala richelieu e na ala sully. Neste espaço do segundo piso as salas são mais amplas, há muito espaço para poder se sentar e apreciar as diversas pinturas expostas. Também me resta avisar que o museu dispõe de cafetaria, bar e esplanada com vista para a pirâmide exterior que lhe permite descansar um pouco ou fazer uma pausa.

 

29 - louvre (15).jpg

 

29 - louvre (16).jpg

 

COMO COMPRAR OS BILHETES ? A forma mais prática para visitar o Museu do Louvre é comprar os bilhetes online, o site é muito fácil de utilizar e simples para fazer a compra, dá automaticamente os bilhetes que se levam impressos e a fila para entrar é muito pequena, comparada com a fila de pessoas sem bilhete à entrada. O seu bilhete irá custar 17€ e é gratuito para idade inferior a 18 anos, e para cidadãos da UE entre 18 e 26 anos (informação de 2018).

 

29 - louvre (17).jpg

 

29 - louvre (18).jpg

 

QUAL O MELHOR HORÁRIO PARA VISITAR ? O museu abre todos os dias as 9h da manhã e fecha às 18h à segunda, quinta, sábado e domingo. O horário prolonga-se até à noite na quarta e sexta-feira, dias em que fecha às 21h45. O museu fecha sempre às terça-feiras. O último momento para poder entrar no museu é meia hora antes do término. E para mim a melhor altura do dia para visitar o museu é de manhã ou então no período da noite, nos dias possíveis, porque existe menos visitantes a circular, principalmente excursões de turistas que parecendo que não torna-se muito caótico em certas alturas, até mesmo para apreciar uma escultura ou quadro ter quarenta chineses a passar atrás de ti aos berros torna-se um bocadinho confuso. 

 

29 - louvre (19).jpg

 

29 - louvre (20).jpg

 

QUANTO TEMPO PRECISO ? Não é por acaso que o Museu do Louvre é considerado o maior museu do mundo. É de facto um museu enorme, com pisos repletos de arte e ao virar de cada esquina mais e mais pontos de interesse aparecem. Por este motivo considero que o tempo mínimo para estar no museu é duas horas que pode ir à vontade até três a quatro horas, claro que vai variar muito do tipo de turista que o visita, se é mais ou menos interessado por arte e também pela escolha de secções que opte por visitar. Se quiser só visitar a Mona Lisa consegue fazê-lo em apenas meia hora, até porque é fácil chegar a essa sala, embora com a quantidade de turistas que a rodeiam a sua vontade de estar por lá é provável que desvaneça rapidamente. E depois quem é que paga um bilhete para o Museu do Louvre e só vai ver um quadro ?

 

29 - louvre (21).jpg

 

29 - louvre (22).jpg

 

DICAS: Se é altamente claustrofóbico e  não gosta de multidões tente comprar o bilhete para as 9h00 e vá direto à sala onde está exposto a Mona Lisa, vai poder ter tempo para apreciar todos os quadros daquela sala sem que as excursões tenham conseguido ter tempo de lá chegar e no restante tempo visite o restante museu. Outra dica é que se possível compre os bilhetes para o museu online, a fila em frente à pirâmide exterior no verão é bastante longa e vai ficar aborrecido de estar em paris e o seu tempo é perdido numa fila. A minha terceira dica é que ao entrar no museu pegue numa mapa, veja o que o museu tem a oferecer de exposições e siga pelas que lhe interessam mais, pode ser uma tarefa desgastante querer andar a ir por todo o lado sem rumo e vai perder o interesse por estar ali. A minha quarta e última dica é que não compre o audioguia, além daquele gadget ser pesado de ter ao pescoço, a informação está muito pouco condensada, sobre cada peça de arte a explicação é muito longa e a única vantagem é o audioguia criar alguns percursos pelo museu com algumas peças chave, mas para quem leva máquina fotográfica, ter ainda os fios e cordoes enrolados não é prático e acabei por quase não lhe dar uso, não aconselho.

 

29 - louvre (23).jpg

 

29 - louvre (24).jpg

 

Para concluir, esqueça tudo o que leu e aproveite cada segundo desde o momento em que entrar no museu até sair. Não há forma correta ou errada de visitar um museu tão importante, as opções são tantas de exposições fixas e temporárias que é fácil cada pessoa encontrar o melhor percurso a seu gosto. Se não tiver percurso, vagueie simplesmente e delicie-se porque afinal de contas, não é todos os dias que se visita o maior museu do mundo. 

 

29 - louvre (25).jpg

 

29 - louvre (26).jpg

 

 

Boa viagem !

 

Booking.com

 

POSTS PARIS:

 

PARTE 1 | PARTE 2 | PARTE 3 | O que ver e esperar

 

RUBRICA: MUSEUS E OUTROS... | TORRE EIFFEL | ARCO DO TRIUNFO | CATEDRAL NOTRE DAME | ÓPERA GARNIER | MUSEU D'ORSAY

 

RUBRICA: TUDO SOBRE... | TUDO SOBRE #2: AS DIFERENÇAS ENTRE OS AEROPORTOS EM PARIS - CDG VS ORLY

 

2 comentários

Comentar post

Sou o Ricardo Costa

29 anos

Optometrista em Full-time

Viajante em Part-time

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Reservar hotel ?

Booking.com

Parceiros


Por onde andei ?

ALEMANHA













FRANÇA

















HOLANDA



INGLATERRA



ITÁLIA









MÓNACO



PORTUGAL





VATICANO



SUIÇA




RUBRICAS



Comentários recentes

  • Ricardo Costa

    Boa noite, o melhor a fazer é chegar à bilheteira ...

  • Anónimo

    Boa noite, gostei do seu post. Se comprar mos bilh...

  • Ricardo Costa

    É de facto uma canseira, especialmente para quem e...

  • Dylan

    Ufa, que brutalidade, até deve cansar!:)

  • Ricardo Costa

    Amesterdão é uma cidade muito bonita em qualquer a...

Follow me on Instagram

Mais sobre mim

foto do autor