Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Travel is always a good idea

Travel is always a good idea

Vaticano - 1 dia no país mais pequeno do mundo

O Vaticano / Cidade do Vaticano é o país mais pequeno do mundo com aproximadamente 440 metros quadrados e um pouco mais de 800 habitantes. É a sede da igreja católica e está delimitado por uma zona murada dentro da capital de Itália, Roma. A cidade do Vaticano existe oficialmente desde 1929 e é governada pelo Papa, que reside no Palácio apostólico. Todos os dias milhares de fiéis ou apenas turistas visitam todos os locais acessíveis ao público.

 

Estando eu alojado em Roma, guardei um dia inteiro para visitar o Vaticano, considero que seja suficiente para ver com calma, mas claro que depende do ritmo de cada um. Começámos a nossa visita no Museu do Vaticano, aberto das 9h ás 18h todos os dias, exceto ao domingo, são na verdade vários museus dentro de um com salas de temas específicos. A entrada e bilheteira estava muito calma, sem grandes filas e aproveitámos o áudio guia que foi um grande auxilio para conseguir contextualizar tanta arte. Prepare-se para caminhar de sala em sala e apreciar todas as valiosas coleções de arte e antiguidades colecionadas ao longos dos últimos séculos pelos pontífices romanos. Com exceção de algumas excursões que possam atrapalhar o ambiente,  é tudo muito pacifico, há liberdade para apreciar tudo com calma e locais como jardins para descansar. Se não comprar áudio guia há vários panfletos em diversas línguas que são grande auxilio para os visitantes não se perderem, sim é possível !

 

7 - vaticano (2).jpg

 ( Jardins do Vaticano )

  

No final do museu do Vaticano está a Capela Sistina, já considerada propriedade do Palácio Apostólico que é basicamente onde o Papa vive. A Capela Sistina é famosa em todo o mundo pela sua arquitetura inspirada no antigo testamento da bíblia e pelos seus frescos (pinturas feitas à mão nas paredes e tetos) de vários pintores italianos muito reconhecidos na altura. A capela sempre serviu para celebrações religiosas e no presente é o local de encontro do conclave, processo feito quando é preciso escolher um novo Papa. Confesso que fiquei um bocadinho dececionado com o ser humano e com a minha passagem na Capela Sistina, por ser um espaço religioso e contemplação de arte, faltou respeito ao silêncio, colocam muita gente no mesmo espaço sem qualquer tipo de liberdade para contemplar os frescos e como se não fosse incómodo, devido ao barulho estava um guarda do Vaticano de dois em dois minutos a mandar calar as pessoas. Eu sei que a excitação e ansiedade para chegar aquela zona é grande mas acabei por perder a minha atenção. Atrevo-me a dizer que não é uma atividade aconselhada a claustrofóbicos.

 

Qualquer das formas a Capela Sistina têm dois grandes pontos de contemplação: o teto e a parede do altar. O teto é uma obra do pintor Michelangelo que o próprio demorou quatro anos a terminar, imaginem à séculos atrás um homem em cima dum andaime, deitado e a pintar por cima da sua cabeça, não é fácil. Mas a sua genialidade está à vista de todos. A parede do altar tem como título "O Juízo Final" e revela toda a grandiosidade da arte renascentista, nela está presente o conceito de justiça divina, severa e implacável em relação aos condenados, com a ascensão de Cristo ao céu. Muitas outras obras estão presentes na capela, como por exemplo "Moisés a caminho do Egito e a circuncisão dos seus filhos" de Pinturicchio, "O Batismo de Jesus" de Pinturicchio, "A Última Ceia" de Rosseli e "A Entrega das Chaves a São Pedro" de Perugino. 

 

7 - vaticano (3).jpg

( Capela Sistina )

 

Ao sairmos do Museu do Vaticano fomos para a Praça de São Pedro apanhar um bocadinho de ar fresco e descansar de tanta arte. Mas ao percebermos que a fila para visitar a Cúpula da Basílica de São Pedro era muito longa tivemos que nos apressar. E quando digo que a fila era longa, era mesmo muito longa, ao ponto da minha colega de viagem se enfiar junto duma excursão de chineses, começar a falar comigo para um mapa de Roma e quando demos por nós tínhamos ultrapassado sem que ninguém percebesse a maior parte da fila. Sim sou um fura filas mas foi por um bom motivo. Antes de conseguir chegar à Cúpula da Basílica temos de passar por diversas zonas de segurança, detetor de metais, bilheteira na qual pagámos 8€ para subir uma parte do percurso de elevador e o restante de escadas, a espera para começar a subir foi longa e a subida não é aconselhada a pessoas com problemas cardíacos, é uma subida penosa por uma escadaria íngreme em caracol ao longo da Basílica, que numa certa zona final já subíamos de lado. É uma experiência no mínimo interessante que só é gratificante pela vista do cimo da Basílica sobre o Vaticano e Roma. Por ser demorada e o horário da Basílica ser entre as 8h e as 16h45m aconselho uma visita matinal para não ter dissabores.

 

7 - vaticano (4).jpg

( Vista da Cúpula da Basílica de São Pedro )

  

Quando chegámos finalmente ao cimo da Basílica de São Pedro, além de toda a vista espetacular sobre Roma também conseguimos ver, embora de longe,  os Jardins do Vaticano, muito verdejantes e pacíficos com diversas fontes e esculturas num estilo renascentista e barroco. Para quem procura um momento de calma no meio da agitação turística de Roma e do próprio Vaticano visitar os jardins é uma excelente opção, principalmente se for amante da natureza. A ideia foi do Papa Nicolau III em 1279 que resolveu construir uma zona murada incluindo um espaço verde que se tornou no seu jardim particular. Dentro dos espaços do jardim é possível ver o Giardino Quadrato, a Casina Pio IV, a Fontana dell’Aquilone e a Grotta di Lourdes, entre outras obras e também só nos jardins se consegue uma imagem diferente da própria Basílica, infelizmente por falta de tempo não visitámos os jardins, mas ficou a vontade de o fazer um dia. 

 

7 - vaticano (5).jpg

   

Ao descer a cúpula da Basílica num elevador, ficamos exatamente no interior da Basílica de São Pedro, para nossa surpresa. A Basílica de São Pedro é um dos maiores edifícios católicos em todo o mundo e o mais conhecido porque devido à sua dimensão e proximidade com a residência papal é nela que são realizadas a maioria das cerimónias religiosas com a participação do Papa. Esta Basílica é uma das quatro estruturas patriarcais de Roma, sendo que é na Basílica de São João de Latrão a sede oficial do Papado. Toda a estrutura da Basílica de São Pedro é absolutamente abismal, com diversas capelas para oração, três naves principais, várias imagens de santos, túmulos de antigos Papas e ainda algumas esculturas famosas, sendo a que mais gostei de ver a Pietà de Miguel Ângelo.

 

7 - vaticano (6).jpg

 ( Pietà, Michelangelo )

 

A Praça de São Pedro é o ponto de inicio e fim da visita ao Vaticano, é uma praça ampla que recebe todos os dias milhares de turistas e foi desenhada por Bernini que através de várias colunas que rodeiam a praça criam um efeito de abraço, esta foi a imagem que senti na praça e de facto esse sentido é real e simboliza a Igreja Mãe que acolhe todos e todos são bem vindos. Passear pela Praça de São Pedro foi uma experiência diferente e principalmente após alguns anos a ver na televisão alguns momentos religiosos que marcaram a história, como por exemplo a morte do Papa João Paulo II,  a sensação de finalmente conhecer aquele espaço e sentir a sua história é reconfortante. Mas não convém que se deixe distrair com  beleza daquele espaço durante muito tempo, corre o risco de ser atropelado por uma ou duas excursõezitas de chineses, portanto procure um bom local para contemplar centenas de anos de história.  

 

7 - vaticano (7).jpg

  

Com tanta arte, esculturas e momentos históricos quase me esquecia de ver a Guarda Suíça Pontifícia, mas eles lá estavam, o corpo de segurança do Papa vestido a rigor com as suas malhas de cetim nas cores de azul, vermelho e amarelo, o que não deixa de ser engraçado ver um soldado com roupas tão coloridas e quando pensávamos quem seria o génio que tinha inventado aquelas roupas, sim é verdade, foi mesmo o Michelangelo. Não achou que a Capela Sistina seria imortalizável o suficiente e deixou esta marca muito mais divertida. E ao contrário da guarda britânica, os guardas eram muito simpáticos. 

 

7 - vaticano (8).jpg

 ( Guarda Suiça Pontifícia )

 

Planear a visita ao Vaticano é imperativo para não chegar lá e achar que vai encontrar tudo aberto, pronto a visitar. No domingo por exemplo é muito limitado a visitas e o museu do Vaticano está fechado, por outro lado é ao domingo que se realiza o Angelus, exatamente ao meio dia em ponto. Fiz toda a minha visita ao Vaticano numa sexta-feira mas guardámos um espaço no nosso roteiro no domingo para ir ver o Papa. E foram meses de espera, procurando saber no site oficial do Vaticano os dias em que o Papa iria viajar para não vir de Roma sem ver o Papa. Minutos antes do meio dia a janela da residência papal abre-se é estendido uma cortina vermelha na varanda e colocado um púlpito oratório, ao meio dia em ponto a cortina abriu-se e o Papa aparece, reagindo aos muitos gritos e aclamações de uma praça que se encheu ao longo da manhã. Guardo para sempre a simpatia e carinho do Papa Francisco na sua oratória para com todos os fiéis e turistas.

 

7 - vaticano (9).jpg

 

 

Informações importantes:

Museu do Vaticano: segunda-feira a sexta-feira, 9h às 18h (última entrada às 16h), último domingo de cada mês, 9h às 14h (última entrada ao 12h30). Preço do bilhete: 16€ bilhete normal; Basílica de São Pedro: todos os dias aberta e gratuita das 7h às 19h; Jardins do Vaticano: Segunda-feira, terça-feira, quinta-feira, sexta-feira e sábado, duração aproximada de duas horas. Preço do bilhete: 32€ bilhete normal; Cúpula da Basilica de São Pedro: todos os dias entre as 8h e as 18h. Preço do bilhete: 8€ (elevador + 320 degraus) ou 6€ (toda a subida com degraus); Angelus: domingo ao 12h. Local: Praça de São Pedro; Estações de metro próximas: Ottaviano, Cipro.

 

Boa viagem !

4 comentários

Comentar post

Sou o Ricardo Costa

28 anos

Optometrista em Full-time

Viajante em Part-time

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Reservar hotel ?

Booking.com

Alugar carro ?

Por onde andei ?

ALEMANHA













FRANÇA















HOLANDA



INGLATERRA



ITÁLIA









MÓNACO



PORTUGAL





VATICANO



SUIÇA




RUBRICAS



Comentários recentes

  • Ricardo Costa

    Obrigado | thank you 😊

  • Anónimo

    Nice pictures!

  • Rita

    Desses locais já só me falta o Cap D'Ail antes de ...

  • Serrão

    Obrigado eu pela partilha destas viagens e por nos...

  • Ricardo Costa

    Olá! Visitar a Riviera Francesa foi espetacular e ...

Follow me on Instagram

Mais sobre mim

foto do autor